Início » Geral » E-mail marketing interno: dicas de como trabalhá-lo
Geral

E-mail marketing interno: dicas de como trabalhá-lo

O e-mail marketing é um canal eficiente para entregar as mensagens mais adequadas, para as pessoas certas, no melhor momento, de forma que o contato contribua para a relação entre empresas e consumidores.

O e-mail é um canal de comunicação digital bastante utilizado online e, por isso, representa oportunidades para profissionais de marketing digital e inbound marketing.

Trata-se de uma ferramenta de comunicação que pode ser utilizada para aumentar o alcance e notoriedade de uma empresa de praticamente qualquer segmento, por meio de conteúdos relevantes, oferecimento de ofertas e estabelecimento de um relacionamento com os clientes. 

Entretanto, também é possível empregá-la para a comunicação interna da empresa, ajudando os colaboradores a se manterem informados sobre o que está acontecendo no empreendimento.

O que é o e-mail marketing?

O e-mail marketing é a comunicação via e-mail, estabelecida entre uma empresa e seus consumidores ou potenciais parceiros e clientes. 

No início do uso da ferramenta como instrumento de marketing, ele era visto como uma forma de comunicação em massa. Isso contribuía para que as mensagens enviadas não fossem relevantes para o público.

Com o tempo, o uso da ferramenta evoluiu, e o e-mail marketing parou de ser usado dessa forma invasiva. Hoje, a comunicação tem um tom mais pessoal, porque a troca de e-mail corresponde a uma comunicação direta entre uma marca e seus consumidores. Isso, porque a empresa deve utilizar apenas os e-mails cedidos por vontade própria pelos seus proprietários.

Motivos para utilizar o e-mail marketing

Apesar de as redes sociais terem ganhado destaque nas estratégias de marketing nos últimos anos, o e-mail marketing pode ser uma excelente maneira de aumentar a influência de uma marca entre os seus contatos. 

Dentre as principais razões para investir na estratégia estão: 

  • Possibilidade de alcançar muitas pessoas;
  • Alcance previsível e confiável;
  • Formato flexível das mensagens;
  • Possibilidade de alto retorno financeiro.

1. Possibilidade de alcançar muitas pessoas

Pesquisas indicam que mais de um terço da população mundial têm endereço de e-mail e utilizam a ferramenta para a comunicação. Além disso, atualmente, os e-mails são a forma de cadastro para diversos serviços, servindo de login para diferentes plataformas. 

Por isso, o e-mail é uma ferramenta essencial para as atividades online e o seu uso em estratégias de marketing possibilita o contato com o público alvo de diversos tipos de produtos e utensílios. 

2. Alcance previsível e confiável

As postagens em redes sociais estão sujeitas aos algoritmos das redes, que determinam se elas irão aparecer para determinados usuários ou não. Por isso, não é possível que o empreendedor tenha controle sobre a visualização do post.

Já no e-mail marketing, as mensagens serão entregues para todos os e-mails selecionados, a não ser que haja problemas técnicos.

3. Formato flexível das mensagens

As mensagens enviadas por e-mail não têm limites de caracteres, podem conter imagens e até GIFs. Uma empresa especializada em projeto de combate a incendio, para exemplificar, pode utilizar templates com diferentes elementos gráficos para explicar os conceitos envolvidos nos serviços oferecidos.

É claro que existem boas práticas a serem seguidas para a escrita de um bom e-mail, dependendo dos objetivos das mensagens, mas, de uma maneira geral, os e-mails podem ter o formato totalmente flexível.

4. Possibilidade de bom retorno financeiro

Uma estratégia de e-mail marketing demanda pouco investimento, já que são necessários apenas um domínio, uma ferramenta de e-mail marketing e alguém para executar a estratégia. É fundamental escolher uma boa ferramenta e existem diversas opções no mercado, incluindo algumas gratuitas. 

Apesar do investimento baixo, é possível alcançar um bom retorno financeiro com a aplicação da estratégia para a venda de produtos ou serviços.

Para que serve o e-mail marketing?

Quando alguém dá permissão para uma empresa enviar e-mails diretamente para a sua caixa de entrada, isso significa um voto de confiança para a abertura de uma conversa. 

Uma estratégia de e-mail marketing permite, portanto, uma comunicação mais próxima com potenciais clientes, clientes, parceiros e colegas de trabalho. Isso pode ser utilizado para:

  • Nutrir e engajar os leads;
  • Promover conteúdos informativos para educar os leads;
  • Oferecer ofertas ou promoções;
  • Melhorar o relacionamento com os clientes.

1. Nutrir e engajar os leads

O e-mail marketing é uma ferramenta para as empresas manterem um relacionamento constante com a sua base de contatos. Desta forma, deve ser utilizado para aumentar o engajamento dos leads com a marca. Assim, as chances são maiores de essas pessoas se lembrarem do empreendimento ou produto e se tornarem clientes.

2. Promover conteúdos informativos para educar os leads

O e-mail marketing pode estar aliado as estratégias de divulgação de conteúdos de blogs ou sites. Uma ideia é enviar uma newsletter, por exemplo, ajudando a aumentar a visibilidade dos posts na internet.

Por meio dos conteúdos informativos, a marca consegue educar a sua audiência e estreitar o relacionamento, o que contribui para que os leads se tornem clientes.

Um exemplo disso seria a divulgação por e-mail de blog posts relacionados à importância de placa de acessibilidade, em uma campanha realizada por uma empresa de segurança predial.

3. Divulgar ofertas ou promoções

Todo mundo já recebeu e-mails com ofertas ou promoções. Hoje em dia é possível estimular o potencial cliente a fazer uma compra ou transação de maneira simples e rápida, por meio do próprio aparelho celular. Portanto, a estratégia contribui para as compras por impulso, principalmente quando são anunciadas condições diferenciadas de pagamento. 

4. Melhorar o relacionamento com os clientes

Depois de realizar uma venda, o ideal é que as marcas não se afastem dos consumidores. A dica é manter um relacionamento agradável por e-mail, aproveitando o canal para o envio de conteúdos relevantes ou outras ofertas.

Após uma venda, por exemplo, a marca pode enviar conteúdos sobre a limpeza da superfície ou necessidade de manutenções, mostrando que continua à disposição do consumidor.

E-mail marketing como ferramenta de marketing interno

O marketing interno está voltado para o relacionamento entre a empresa e os seus colaboradores, com um conjunto de estratégias que vão desde o e-mail marketing até a realização de treinamentos e confraternizações.

Aplicado como uma ferramenta de comunicação interna, o e-mail marketing pode ser bastante útil para manter os funcionários bem informados e engajados com as ações da empresa. 

No entanto, é preciso ressaltar alguns cuidados nas campanhas de marketing interno, como:

  • Manter a qualidade das mensagens; 
  • Acertar na quantidade de mensagens;  
  • Considerar o acesso pelo celular;
  • Buscar interação com os receptores.

1. Manter a qualidade das mensagens

A construção das mensagens internas da empresa pode até ficar por conta dos profissionais do RH, mas nem sempre eles são a mão de obra mais qualificada para essa função. 

É importante que a qualidade seja análoga àquela oferecida aos consumidores, para que a mensagem seja realmente atraente e passe confiança para o colaborador. Para isso, a construção da mensagem segue os mesmos parâmetros do e-mail marketing externo.

Uma empresa especializada no aluguel de retroescavadeira, por exemplo, deve investir em estratégias de e-mail marketing e criação de conteúdos informativos para educar consumidores e seus próprios colaboradores com relação à importância do produto, formas de uso, entre outros aspectos.

2. Acertar na quantidade de mensagens

O excesso de e-mails pode atrapalhar a produtividade e a concentração das equipes e, por isso, recomenda-se evitar mensagens repetitivas e sem relevância. Por outro lado, quando não há uma comunicação constante, os emails também podem passar despercebidos na caixa de entrada dos funcionários. Portanto, é preciso saber dosar a quantidade.

3. Considerar o acesso pelo celular

Mesmo os e-mails relacionados ao trabalho podem ter o acesso facilitado com o uso pelo celular. Para muitos empreendimentos é bastante útil que alguns profissionais tenham acesso aos e-mails de dispositivos móveis. Em um auto eletrico automotivo, por exemplo, a mobilidade facilita o acesso à informações relacionadas aos serviços.

4. Buscar interação com os receptores

Os e-mails costumam gerar menos interação do que as redes sociais, já que a única opção é responder o remetente de volta. Entretanto, isso pode ser utilizado para aproximar as pessoas, suprindo a necessidade de ter um canal de comunicação entre os funcionários. 

Uma ideia é finalizar as mensagens pedindo para que os colaboradores contribuam com as suas opiniões, que podem ser compartilhadas posteriormente com os outros.

Portanto, vale a pena que os empreendedores invistam em treinamentos e qualificações, para que os seus colaboradores da área do marketing saibam desenvolver boas estratégias de e-mail marketing. Desta forma, a empresa pode melhorar a sua imagem tanto entre o público consumidor quanto em meio aos seus próprios colaboradores, resultando em uma equipe mais engajada pelos objetivos do empreendimento.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

/* ]]> */