Início » Geral » 3 desafios do varejo que podem ser superados com processos de comunicação interna
Geral

3 desafios do varejo que podem ser superados com processos de comunicação interna

desafios do varejo

Você deve lembrar da brincadeira do “telefone sem fio”, em que uma pessoa sussurra a mensagem para outra, que passa a informação para outra, e por aí vai. Com o tempo, surgem novas palavras, outras são perdidas, e no final a informação está totalmente diferente do começo. Para muitos varejistas, a brincadeira é um problema sério no relacionamento entre os colaboradores administrativos e operacionais. Este caso é apenas um dos desafios do varejo em relação à comunicação.

Por ser um setor altamente competitivo, é crucial que a empresa entenda como estes desafios afetam na experiência do consumidor. O que acontece quando um cliente é atendido por um funcionário que não está culturalmente alinhado com a empresa? Ou quando o funcionário não está bem informado dos processos do varejo?

Uma comunicação ineficiente cria uma lacuna entre os executivos no escritório e os colaboradores operacionais na linha de frente. Para começar, essa falta de conexão na empresa pode levar os colaboradores a se sentirem menos engajados, prejudicando a moral e aumentando a taxa de rotatividade. Além disso, uma mensagem importante, como por exemplo os detalhes de uma promoção de Natal, pode perder o sentido na transmissão para diferentes unidades. Por isso, é importante que a empresa preste atenção em como os processos e fluxos de comunicação funcionam na empresa, e encontre soluções para torná-los mais eficientes.

Com base na experiência com clientes como o Grupo Zema, vamos falar um pouco mais sobre alguns dos principais desafios do varejo em relação aos colaboradores, e como uma comunicação interna bem estruturada pode ajudar as varejistas a supera-los.

Alta taxa de turnover

Por estar entre os setores com menos índices de satisfação dos colaboradores em todo o mundo, um dos principais desafios do varejo é a alta taxa de turnover. O desenvolvimento de estratégias de atração e retenção de talentos é essencial para as grandes varejistas, mas não é uma tarefa fácil considerando as mudanças nas relações de trabalho nos últimos anos.

A comunicação é um dos pilares das estratégias de redução de turnover. Para aumentar o engajamento e satisfação no ambiente de trabalho, é necessário que a empresa analise cada etapa da relação entre ela e os colaboradores, e como as mensagens internas chegam até as pessoas. Uma comunicação engajadora é clara, aberta e criadora de oportunidades do colaboradores dar suas ideias e tirar dúvidas. Ao conectar cada colaborador ao resto da organização, você cria um diálogo aberto e incentiva a redução da taxa de turnover.

Desalinhamento estratégico

Como elemento essencial na gestão de resultados, o alinhamento estratégico deve ser prioridade para todas as empresas, especialmente para as varejistas. Uma empresa que sofre de desalinhamento estratégico gera em seus colaboradores a sensação de desalinhamento, com cada um indo em uma direção diferente, e gerando nenhum resultado.

É comum que empresas identifiquem em seus colaboradores baixo senso de pertencimento e falta de propósito, e pesquisas de clima ou diagnósticos internos podem mostrar um cenário onde os funcionários sentem que “não estão todos na mesma página”. Mas com uma comunicação eficaz, os processos internos se tornam mais fluidos, e isso ajuda a criar relações positivas entre o ambiente interno e externo. A partir do momento em que os processos de comunicação interna apoiarem as iniciativas de cultura organizacional, os valores da empresa serão transmitidos e alinhar os colaboradores será mais fácil. Além disso, todas as estratégias para alcançar o alinhamento estratégico podem ser auxiliadas por bons processos de comunicação.

[cta_inline icon=”https://culturacolaborativa.socialbase.com.br/wp-content/uploads/2018/12/heart-01.png” link=”https://culturacolaborativa.socialbase.com.br/fortalezas-e-fraquezas-dos-canais-de-comunicacao-interna/” cta=”Saiba mais” color=”#00c99a”]Fortalezas e fraquezas dos canais de Comunicação Interna, por Shel Holtz[/cta_inline]

Perda de informação

Como dito anteriormente, uma das principais consequências da falta de eficiência na comunicação interna é a perda de informação. Se em outros segmentos isso já é preocupante, no varejo o desafio é ainda maior. Por geralmente possuírem unidades geograficamente distantes e colaboradores de diferentes níveis sociais, as varejistas lidam com a comunicação em diversas frentes, com canais de comunicação para cada público, o que pode atrapalhar a eficiência.

No varejo, gestores mal informados e colaboradores desengajados podem estar em contato direto com seus clientes. Eles ditam a experiência do consumidor, e só é necessário apenas uma experiência ruim para o consumidor desistir de você e escolher o concorrente. Por isso é necessário estar atento aos processos e canais de comunicação da empresa, para que todos os colaboradores tenham acesso às informações essenciais de forma fácil e rápida.

Para entender um pouco mais sobre como a comunicação pode ajudar a reduzir a perda de informação e outros desafios do varejo, recomendamos a você dar uma olhada no seguinte artigo.

[cta_inline icon=”https://culturacolaborativa.socialbase.com.br/wp-content/uploads/2019/01/shop-1.png” link=”https://culturacolaborativa.socialbase.com.br/perda-de-informacoes-entre-lojas/?utm_campaign=comunicação-interna-e-desafios-do-varejo&utm_medium=referral&utm_source=cultura-colaborativa&utm_content=post” cta=”Leia agora” color=”#26a0f5″]Como varejistas podem reduzir a perda de informações entre lojas[/cta_inline]
Assuntos

Sobre o autor

Lucas

Lucas Ferreira

Publicitário com experiência em Produção de Conteúdo e Design, atualmente faz parte da equipe de Customer Growth da SocialBase e escreve para o blog da SB, antigo Cultura Colaborativa, um dos principais blogs brasileiros sobre comunicação interna.