Início » Comunicação Interna » Comunicação Interna como ferramenta para conquistar engajamento: entrevista com Carolina Losicer, da Coca Cola Andina
Comunicação Interna

Comunicação Interna como ferramenta para conquistar engajamento: entrevista com Carolina Losicer, da Coca Cola Andina

A indústria 4.0 traz mobilidade e agilidade aos negócios. O processo constante de transformação digital – do mundo e do mercado – demanda que as empresas tenham seu propósito claro, e cada vez mais as organizações preocupam-se em alinhar e relacionar esse propósito com o de seus colaboradores, a fim de atingir resultados.

Em meio a tudo isso, um fator chave para o sucesso: a comunicação. Se antes comunicar tratava-se apenas emitir uma mensagem ou passar um e-mail, hoje o cenário está diferente. A Comunicação é a ferramenta essencial para conectar e engajar pessoas em prol de qualquer atividade ou função.

Durante o Communication 2018, evento promovido pela EBDI e apoiado pela SocialBase, a comunicação interna foi o assunto da vez. Durante dois dias, o encontro reuniu cerca de 50 executivos da área para debater sobre estratégias, tecnologias, mensuração de resultados, futuro do trabalho e como a comunicação é hoje um dos pilares da competitividade de qualquer negócio.

Destaque no segundo dia de evento, Carolina Losicer, Gerente de Engajamento, Comunicação e Responsabilidade Social da Coca Cola Andina, contou como é possível trabalhar a comunicação para criar um modelo de conexão emocional com os colaboradores, conectando motivações e propósito corporativo, para alcançar o tão sonhado engajamento nas organizações.

Confira a entrevista:

Cultura Colaborativa: Carolina, como começou a sua história com a Comunicação Interna na Coca Cola Andina?

Carolina: Comecei na empresa há 10 anos como trainee e passei por todas as áreas, o que foi uma grande escola… Coisas como fazer entrega nos caminhões; ficar no turno da madrugada da linha de produção; e acompanhar o vendedor na rota debaixo do Sol, me ensinaram muito sobre nosso negócio, sobre Comunicação Interna e também sobre pessoas.

Sempre fui uma fã da marca então fazer parte da família Coca-Cola sempre foi motivo de orgulho e gratidão para mim.

Com essa experiência pude conviver de perto com os diversos perfis de colaboradores que temos, quais são suas realidades e necessidades, o que querem saber, os desafios diários que enfrentam e o que os enche de orgulho e faz seus olhos brilharem. Hoje, como gestora da área de Engajamento, Comunicação e Responsabilidade Social, esses ensinamentos me motivam a acordar todos os dias para informar, encantar, empoderar e engajar cada colaborador da Coca-Cola Andina.
CC: Qual é o maior desafio na Comunicação Interna da Coca-Cola Andina hoje e quais estratégias são usadas para vencê-lo?

C: Temos aproximadamente 8 mil funcionários em 15 unidades no Brasil. Nosso maior desafio é, não só impactar, mas estabelecer um diálogo com todos os nossos colaboradores, sendo que 90% do nosso público interno é de função operacional e a maioria trabalha na rua, sem o uso de computador na sua rotina de trabalho.

carolina-losicer-coca-cola
Carolina em sua palestra no Communication 2018 / Foto: divulgação

Ou seja, alcança-los, entregar uma informação de interesse deles, e em uma linguagem atraente para todos é a nossa “missão quase impossível”, mas “a equipe é brasileira e não desiste nunca”…(risos).  

Pensando nisso, estamos adotando cada vez mais mídias inovadoras de comunicação interna, que nos permitam chegar até o funcionário onde ele estiver, com uma mensagem que faz sentido e que seja uma via de mão dupla.

Um exemplo de inovação em que estamos apostando é a “Dina”, que tem sido um grande sucesso. Usamos um sistema de chatbot com atendimento humanizado e com ela conseguimos estar na palma da mão, falando com emojis e dialogando, gameficando e entregando um conteúdo personalizado onde cada um escolhe o que quer ver. E o melhor: ainda conseguimos mensurar em tempo real com indicadores, para ir aprimorando cada vez mais a comunicação.

Um outro exemplo é nossa intranet em formato de rede social corporativa interna. Nela, nosso foco é empoderar o colaborador para que ele poste o que está acontecendo na empresa, curta noticias, reconheça seus colegas de trabalho e celebre o orgulho Coca-Cola. Com esse formato, conseguimos agilizar nossa comunicação interna e agora nosso lema é: Menos layout, mais compartilhamento.
Com essa trajetória estamos apostando em uma comunicação interna que acompanha tendências, que sai do papel para o digital humanizado, que coloca o colaborador como protagonista e com ferramentas que nos permitam mensurar e evoluir constantemente.

CC: A sua palestra no Communication falou sobre a comunicação como uma ferramenta de engajamento, criando uma conexão emocional entre motivação e propósito. Porque engajamento é importante hoje para a Coca-cola (e para as empresas em geral), como vocês trabalham e como medem?

C:  Acreditamos que a verdadeira fórmula secreta da Coca-Cola é o nosso time e, por isso, temos também a importante tarefa de inspirar o melhor de cada um. Para que o otimismo que está em nossas campanhas se reflita em nossos produtos, ele deve começar dentro de casa: pessoas felizes produzem excelência no seu trabalho.

Para nós, isso acontece quando conseguimos o verdadeiro engajamento interno, conectando a motivação individual de cada colaborador com nosso propósito corporativo.

Aí o desafio é que as motivações são muito particulares, diferentes e diversas. Para trabalhá-la nós usamos o que chamamos da “Fórmula dos 4 P’s da motivação”, que foi construída com base em um estudo com mais de 20 mil pessoas das 50 empresas com maior nível de engajamento do mundo:

1. Propósito: onde transmitimos nosso propósito de forma inspiradora e ao mesmo tempo objetiva, deixando claro o papel e valor de cada um dentro da empresa para gerar pertencimento e orgulho;

2. Potencial: onde valorizamos o uso, reconhecimento e desenvolvimento do talento, habilidade e potencial de cada colaborador;

3. “Play”: porque sabemos que gostar do que faz é essencial para fazer bem e, por isso, incentivamos autonomia e criatividade em todas as esperas de trabalho por meio da comunicação;

4. Pessoa: esse é o pilar central do nosso Programa de Engajamento. Fortalecemos a conexão emocional entre as pessoas e com a companhia porque acreditamos que é a emoção que nos move, portanto consideramos esse o fator chave para nossa comunicação interpessoal ser empática, construir elos de confiança, incentivar a colaboração entre times e auxiliar em tomadas de decisão alinhadas com nossos valores.

O “P” mais importante para nós é o de Pessoa, afinal antes de sermos colaboradores somos pessoas.  Nesse sentido a área de Engajamento e Comunicação tem um papel importante: o de lembrar constantemente que pessoas não se conectam com relatórios, mesas ou números. Pessoas seguem pessoas e sem conexão emocional não há engajamento.

Os nossos grandes “Agentes de Engajamento” são os líderes. Por isso fazemos mensalmente uma reunião com esse grupo para desdobrar o Encontro de Engajamento do mês, a fim de que eles multipliquem com suas equipes uma pauta que inclui temas dos 4 P’s, garantindo que a teoria se transforme em prática e a inspiração passe da mente para o músculo.

CC: Além de impactar no engajamento interno, em quais outros indicadores de negócio e iniciativas a comunicação está ligada diretamente para contribuir na geração de resultados?

C: Hoje entendemos que a área de comunicação é um meio e não um objetivo. Nossas ferramentas de comunicação interna são condutores de engajamento, que é nossa grande missão como equipe. Por isso, passamos de “fazer comunicação para as pessoas” para aumentar “comunicação entre as pessoas”.

Só assim conectamos pessoas entre si, aumentando a colaboração, e com clareza estratégica. Quando conseguimos transformar áreas em times com um propósito inspirador, nos tornamos importantes para o resultado da empresa, para o negócio.

Quer uma Comunicação Interna mais transformadora na sua empresa utilizando uma Rede Social Corporativa como a Coca-Cola Andina? Teste o SocialBase

Sobre Carolina Losicer
Graduada em Comunicação Social (PUC), pós-graduada em Marketing (COPEAD) e Mestre em Sistemas de Gestão e Responsabilidade Social Corporativa (UFF), atuando há mais de 10 anos na Coca-Cola Andina, com trajetória profissional envolvendo empresas como Rede Globo e Publicis Brasil. Sua atuação profissional envolve Engajamento, Cultura e Clima Organizacional, Comunicação Institucional e Responsabilidade Social Corporativa.

Sobre a Coca-Cola Andina
Fabricante Coca-Cola com atuação na produção, venda e distribuição do portfólio Coca-Cola na Argentina, no Brasil, no Chile e no Paraguai. Empresa com mais de 16 mil colaboradores, 2º maior engarrafadora de Coca-Cola da América do Sul.

/* ]]> */