Início » Geral » 6 estratégias certeiras para melhorar sua marca empregadora
Geral

6 estratégias certeiras para melhorar sua marca empregadora

Escrito em parceria pela Gupy*

A sua marca empregadora precisa ser fortalecida e desenvolver ações para melhor atrair os candidatos? Então está na hora de ler nossas dicas e deixar sua empresa mais competitiva na aquisição de talentos. 

Entenda a seguir o cenário de recrutamento e veja quais práticas você pode utilizar para deixar seu employer branding ainda melhor. Vamos lá?

O mercado hoje

Uma análise feita pela consultoria Randstad  apontou que “alinhar a remuneração com o mercado global não é mais suficiente para atrair grandes talentos”. Ou seja, o dinheiro é um motivador extrínseco, mas não é o único: as pessoas precisam de motivadores como autonomia, domínio e, principalmente, propósito para ajudá-las a se sentirem engajadas no trabalho.

Por conta disso, organizações em todo o mundo estão enfrentando uma certa escassez de perfis acima da média. Esses perfis demandam por oportunidades de experiência, abrangência, profundidade, desenvolvimento e crescimento na carreira. Assim, o planejamento estratégico da atração de bons candidatos nunca foi tão necessário, sendo preciso repensar de ponta a ponta o employer branding desde antes do recrutamento e seleção até o onboarding de recém-contratados.

Ações para trabalhar a sua marca empregadora

Para aprimorar a marca de sua empresa, se atente aos seguintes passos:

1. Realize uma auditoria do cenário da empresa

Transparência é crucial, como comprovam o crescimento de sites como Love Mondays e Glassdoor, que mostram opiniões e experiências de funcionários e ex-colaboradores sobre como é trabalhar na empresa. Além de pesquisar como andam seus concorrentes, busque também entender o que é falado de sua organização: o que poderia ser melhorado nela? Quais são as fraquezas e forças atuais? 

Nessa hora, buscar por feedbacks dos colaboradores resultará em diversos insights de melhora. Esse esforço pode esclarecer áreas que merecem atenção, mas que não necessariamente se destacam como oportunidades óbvias de fazer uma mudança impactante. 

2. Identifique seu EVP (Employee Value Proposition)

A proposta de valor dos funcionários de uma organização é a coleta de valores e benefícios que ela oferece a seus colaboradores em troca do trabalho deles. Para identificá-lo, avalie os dados coletados da auditoria, incluindo entrevistas com funcionários.

Como eles percebem a missão da sua empresa? O que eles têm a dizer sobre como o trabalho diário deles é influenciado pelos valores da organização e vice-versa?

O que você oferece aos seus funcionários que diferencia você como empregador? 

As respostas ajudarão você a traçar o seu EVP e entender como focar em uma melhor atração de candidatos.

3. Revisite e analise sua página de carreiras 

A qualidade de sua página de carreiras diz muito sobre sua marca empregadora. Assim, ela deve comunicar tudo o que possíveis candidatos precisam saber sobre trabalhar na corporação. Atenção extra aos erros a seguir:

A página é difícil de ser encontrada no site: A acessibilidade fica em segundo plano no site corporativo, sem uma navegação a um clique ou um texto de link claro da página, como ‘carreiras’, ‘estamos contratando’ ou ‘faça parte’.

 – Ela está desatualizada: Uma prática ruim que piora a experiência do candidato e ainda faz receber inscrições para funções que já foram preenchidas. 

Ela não é funcional: Links quebrados, formulários de candidaturas enormes e design não responsivo repelem os candidatos.

Ela é genérica: Não tem um diferencial se comparado a outros concorrentes e, portanto, não tem impacto sobre o processo de tomada de decisão de um candidato.

Para evitar esses problemas, busque contar com o apoio da tecnologia, com ferramentas como um software de recrutamento e seleção, que proporcionam mais facilidade na criação de um “trabalhe conosco” muito mais atrativo.

4. Entenda a persona de seu candidato

Quem é a pessoa que você procura? Como é o seu candidato perfeito? Quem se encaixaria na cultura da empresa? 

Pense em traçar a persona do candidato – uma representação semi-ficcional do perfil ideal, com definição das dores e necessidades que fazem o candidato se engajar ou não na vaga que você busca lançar. Essa estratégia ajuda a orientar seu processo de contratação e a identificar o talento mais adequado para sua organização.

5. Faça de seus funcionários os porta-vozes oficiais da marca empregadora

“Por que as pessoas trabalham aqui?” – é essa a pergunta que tem que ser respondida quando o candidato vê seu conteúdo. Por isso, os funcionários são o ativo mais importante e uma voz que deve ser cada vez mais usada pela sua marca empregadora.

E você pode usar diversos formatos para divulgar isso, tais como vídeos e cases. Lembre-se, contudo, de transmitir a paixão e o propósito que sua marca inspira, com histórias verdadeiras de quem faz parte da empresa.

6. Foque no encantamento para a experiência do candidato 

A experiência do candidato engloba todos os pontos de contato que ele tem com sua empresa, ou seja, a qualidade das interações que um potencial talento possui desde antes do envio do currículo até depois da contratação. 

Por isso mesmo encantar é tão importante. Basta pensar em plataformas como a Netflix, Nubank ou Uber. Como é a sua experiência com esses serviços?

A mesma coisa acontece com os candidatos hoje: eles esperam ter no recrutamento as mesmas experiências que vivenciam como consumidores, ou seja, um mesmo nível de personalização nas suas interações com os recrutadores. Portanto, pense em proporcionar uma experiência fluída e que engaje bastante.

Conclusão

Estas são apenas algumas ações para trabalhar sua marca empregadora e alcançar os talentos que você precisa. Mas lembre-se: este é um processo que pede constante melhoria e que deve ser reavaliado sempre que possível. Boa atração!

 


*Sobre a GupyA Gupy é líder em sistema de recrutamento com base em Inteligência Artificial no Brasil e tem como objetivo transformar a experiência do recrutamento em algo simples e assertivo para os candidatos se desenvolverem durante seus processos de seleção, além de possibilitar que os RHs das empresas e seus Gestores consigam rapidamente fechar uma vaga com o talento mais aderente ao perfil. Acesse: Gupy.io

/* ]]> */